Nilton Fukuda/AE
Nilton Fukuda/AE

Gilberto Kassab diz que shopping Center Norte deve reabrir em breve

Prefeito de São Paulo afirma que obras não devem demorar, mas que decisão depende da Cetesb

Anne Warth, Agência Estado

05 Outubro 2011 | 13h23

SÃO PAULO - O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, disse nesta quarta-feira, 5, acreditar que o shopping Center Norte, fechado nesta manhã em razão do risco de explosão por emissão de gás metano, deve reabrir nos próximos dias. "Minha sensibilidade diz que em poucos dias a prefeitura poderá suspender a interdição", afirmou o prefeito.

Ele ressaltou que sua avaliação se baseava em sua experiência como engenheiro. "Nós sabemos que a obra vem sendo realizada e que, a partir de hoje, ela deve ser intensificada, até porque o shopping está fechado e fica mais fácil", completou.

De acordo com o prefeito, os responsáveis pelos ações de readequação do centro comercial informaram à prefeitura que os trabalhos serão realizados em três turnos a partir de hoje. "Com isso, com certeza vamos ter uma antecipação do fim das obras", disse.

"Eu torço para que seja uma questão de horas e de dias", emendou, questionado sobre o prazo em que acredita que shopping poderá ser reaberto. Kassab disse, porém, que a reabertura do Center Norte só se dará a partir de manifestação favorável da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb).

Para Kassab, justamente por se tratar de obras simples, os responsáveis pelo shopping erraram. "Foi aí que errou o shopping porque já poderiam ter feito as obras assim que foram alertados", comentou.

Foi por essa razão, segundo ele, que a prefeitura teve de ser "dura" com o centro comercial. "Precisamos ser bastante duros porque erraram. Já faz algumas semanas que veio a manifestação da Cetesb. Eles poderiam ter iniciado as obras imediatamente e com bastante intensidade. Assim, não teria acontecido a manifestação da prefeitura em relação ao fechamento do shopping."

Mais conteúdo sobre:
Center Norte Kassab reabertura shopping

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.