Gil Rugai será julgado em dezembro

Ex-seminarista é acusado de matar o pai e a madrasta em março de 2004, em São Paulo

João Paulo Carvalho, estadão.com.br

01 de setembro de 2011 | 15h25

SÃO PAULO - O estudante e ex-seminarista Gil Rugai será levado a julgamento em 12 de dezembro, segundo o Tribunal de Justiça de São Paulo. Ele é acusado de matar o pai Luiz Carlos Rugai, e a madrasta, Alessandra de Fátima Troitino, em 28 de março de 2004. A data foi marcada pelo juiz Emanuel Brandão Filho, do 5º Tribunal do Júri de São Paulo.

 

De acordo com o Ministério Público, responsável pela denúncia, o estudante assassinou o pai e a madrasta após uma briga sobre a administração da empresa, a Referência Filmes. Rugai teria falsificado a assinatura do pai em cheques no nome da empresa.

 

Ele foi expulso de casa cinco dias antes do crime. O júri será no mesmo plenário onde ocorreu o julgamento do caso Suzane Richthofen.

Tudo o que sabemos sobre:
violência

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.