Gil Rugai é levado à Penitenciária II de Tremembé

Publicitário havia se entregado à polícia na manhã desta quarta, após Justiça decretar sua prisão no dia anterior

O Estado de S. Paulo

05 de novembro de 2014 | 18h54

SÃO PAULO - O publicitário e ex-seminarista Gil Rugai chegou às 17h45 desta quarta-feira, 5, na Penitenciária II de Tremembé, no interior de São Paulo, segundo informou a Secretaria da Administração Penitenciária (SAP).

Condenado em fevereiro do ano passado a 33 anos e nove meses de prisão em regime fechado pela morte do pai da madrasta, em 2004, Rugai se entregou para a polícia na manhã desta quarta. Ele teve a prisão decretada pelo Tribunal de Justiça de São Paulo na terça-feira, após a anulação do seu julgamento ser negado.

Rugai foi preso em casa, na zona oeste da capital paulista, por volta das 7h40. Inicialmente, Rugai foi levado, dentro de uma viatura, ao Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP), na região central. Ele chegou por volta das 8h30, acompanhado do delegado e do advogado de defesa.

Há dez anos Gil Rugai nega ser o autor dos disparos que mataram Luiz Carlos Rugai, pai do estudante, e Alessandra Troitino, a madrasta, em 28 de março de 2004.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.