Gerentes de postos de combustíveis são presos em SP

Irregularidades foram constatadas em estabelecimentos nas zonas sul e leste da capital

Priscila Trindade, do estadão.com.br,

26 de janeiro de 2012 | 17h43

O texto foi atualizado às 19h32.

SÃO PAULO - Três gerentes de postos de combustíveis foram presos nesta quinta-feira, 26, por fraude contra o consumidor durante operação feita pelo Instituto de Pesos e Medidas (Ipem-SP) na cidade de São Paulo.

A ação, que teve o apoio da Delegacia de Polícia e Proteção do Cidadão (DPPC), vistoriou nove estabelecimentos. Quatro postos de combustíveis foram autuados por adulteração nas bombas. Os equipamentos despejavam nos tanques dos veículos até 8% a menos de combustível, quando o desvio máximo permitido por lei é de 0,50%.

As irregularidades foram constatadas em dois pontos localizados na zona sul e dois na zona leste da capital. Os gerentes poderão responder em liberdade após pagar fiança.

2011. No ano passado, o Ipem reprovou 552 e interditou 260 bombas em razão de irregularidades, de um total de 4.613 fiscalizadas em diversas cidades do interior e também na capital.

Durante a fiscalização, técnicos do órgão fazem o exame visual das bombas, checagem das marcas de verificação e do sistema de lacração, seguidos de testes para verificar se a quantidade de combustível registrada no momento do abastecimento é a mesma recebida pelo tanque do veículo do consumidor.

Neste caso, é utilizado um medidor padrão de 20 litros. Havendo suspeita de fraude na placa eletrônica do equipamento, o material é apreendido e posteriormente encaminhado ao fabricante para emissão de um laudo sobre sua autenticidade.

O posto autuado tem dez dias para apresentar defesa ao Ipem, que depois disso define multa entre R$ 100 a R$ 1,5 milhão.

Tudo o que sabemos sobre:
Ipemposto de combustível

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.