Gerente e balconista são baleados em uma farmácia de Santos

O balconista teria reagido ao assalto e entrado em luta corporal com um dos bandidos; comparsa atirou

Ricardo Valota, estadao.com.br

17 de julho de 2008 | 11h29

Um assalto a uma farmácia popular terminou com duas pessoas baleadas, por volta das 20h30 de quarta-feiram, 16, no bairro do Campo Grande, zona leste da cidade de Santos, no litoral sul paulista. Ao chegarem numa moto, dois criminosos entraram na Poupa Farma e anunciaram o assalto. Após entregar uma quantia em dinheiro, ainda não apurada, a um dos bandidos, o balconista Norberto Gomes Maia, de 28 anos, resolveu entrar em luta corporal com o assaltante e foi auxiliado pelo gerente, Alan Santos Cardoso, de mesma idade.   O outro bandido, que dava cobertura, atirou e atingiu o gerente e o balconista. A dupla, em posse do dinheiro, fugiu na moto. As duas vítimas, ambas em estado grave, foram encaminhadas à Santa Casa de Misericórdia de Santos, onde seguem internadas. O caso foi registrado no 7º Distrito Policial, do Gonzaga. Os criminosos estão foragidos.

Tudo o que sabemos sobre:
assalto

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.