Gerente do McDonald's é preso por hambúrguer vencido

O gerente de uma loja do McDonald"s no Jabaquara, na zona sul de São Paulo, foi preso em flagrante ontem sob a acusação de armazenar cerca de 500 hambúrgueres com data de validade vencida há mais de um mês. Ouvido na delegacia, Pedro Francisco Carvalho Gauvan foi liberado após pagar fiança.

Bruno Tavares, O Estado de S.Paulo

11 de maio de 2010 | 00h00

Ele foi indiciado com base na lei de crimes contra as relações de consumo (Lei n.º 8.137/90). O Código Penal não prevê a responsabilização criminal de pessoa jurídica, razão pela qual o McDonald"s não pôde ser responsabilizado.

A informação de que a loja no número 1.065 da Avenida Engenheiro Armando de Arruda Pereira armazenava produtos vencidos chegou ao Departamento de Polícia de Proteção à Cidadania (DPPC) há dois meses. Após verificarem a veracidade da denúncia, policiais da Divisão de Saúde Pública do DPPC foram ontem de manhã à lanchonete. Os 40 quilos de hambúrguer, vencidos desde 9 de abril, estavam em duas caixas, estocados dentro da câmara fria - espécie de geladeira onde ficam os produtos antes de seguirem para o preparo.

Até agora, os policiais não ouviram testemunhas e nem têm provas de que o produto tenha feito mal. Inquérito foi instaurado para apurar a eventual responsabilidade de outros funcionários da lanchonete.

Nota. A Assessoria de Imprensa do McDonald"s disse que "a empresa tem como prioridade questões relativas à qualidade de seus produtos".

Informou ainda que "está colaborando com os órgãos competentes para a apuração dos fatos" e que "segue procedimentos internacionais de segurança alimentar".

Comida imprópria

250 unidades

não tinham procedência

conhecida

R$ 1,5 mil

foi a fiança paga pelo gerente

2 a 5 anos

de prisão pode ser a pena

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.