Gerente do Habib's é acusado de jogar óleo quente em clientes

Lígia Ferreira Tatto, de 18 anos, e Lucas Oliveira Lopes, de 20 anos, foram agredidos em unidade em Pinheiros

Guilherme Soares Dias, Especial para O Estado

30 de junho de 2014 | 20h16

SÃO PAULO - O gerente da unidade do Habibs's de Pinheiros, na zona oeste de São Paulo, é acusado de ter jogado óleo quente em um casal após uma discussão. Lígia Ferreira Tatto, de 18 anos, e Lucas Oliveira Lopes, de 20 anos, teriam sido agredidos no último sábado na unidade localizada na esquina da Avenida Henrique Schaumann com a Rua Teodoro Sampaio. 

O caso foi registrado no 14.º DP (Pinheiros) após o casal tentar achar objetos que estariam dentro da loja. Lígia e Lopes pediram para ver as imagens da câmera de segurança, mas o gerente teria negado o acesso. Os clientes da loja e o gerente começaram a discutir, quando o casal foi atingido pelo óleo quente.

A assessoria da Secretaria da Segurança Pública de São Paulo confirma a ocorrência, mas não deu mais informações sobre o fato, que está sendo investigado. 

Já o Habib's divulgou nota informando que o caso está sendo apurado para "tomar as providências cabíveis". A rede afirma ainda que está prestando assistência aos clientes e que o funcionário envolvido no fato foi afastado. "O Habib's informa que se trata de um caso isolado, sem precedentes em sua história, e que não condiz com o padrão de atendimento de suas lojas. Por isso, está empenhado em esclarecer essa questão com prioridade", diz a rede em nota. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.