General que ganhou bolo de PMs deixa chefia da operação

O general Marco Edson Gonçalves Dias foi afastado do comando das operações em Salvador. Ontem mesmo, o general Enzo Martins Peri determinou ao comandante militar do Nordeste, general Odilson Sampaio Benzi, que assumisse o comando da tropa.

O Estado de S.Paulo

09 de fevereiro de 2012 | 03h02

A postura do general G. Dias, como é conhecido, desagradou não só o Exército, como o Palácio do Planalto. Anteontem, ele chegou a chorar depois de ganhar um bolo de aniversário dos PMs grevistas.

A presidente Dilma Rousseff não escondeu sua "indignação" com o episódio. Chegou a comentar que considerou "inaceitável" a postura do general de "apagar velinhas", passando a ideia de que estava confraternizando com os manifestantes. Dilma disse que o governador Jacques Wagner telefonou se queixando e ressaltou que o fato "atrapalhava as negociações". / TÂNIA MONTEIRO

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.