Gêmeos morrem afogados em Sorocaba

Crianças de 5 anos estavam em processo de adoção por casal que tinha sua guarda provisória; incidente aconteceu em condomínio de luxo

Cristiane Bomfim, O Estado de S.Paulo

20 Dezembro 2010 | 00h00

Um casal de gêmeos de 5 anos morreu afogado anteontem em uma piscina em construção em um condomínio fechado de Sorocaba, no interior de São Paulo. Eles estavam em processo de adoção por um casal que tinha sua guarda provisória.

De acordo com o boletim de ocorrência, Fernando José Bento e Fernanda Roberta Bento estavam sob a responsabilidade de um comerciante de 49 anos e passavam o fim de semana no condomínio de luxo, na altura do km 107 da Rodovia João Leme dos Santos. As crianças morreram no fim da tarde.

Elas foram levadas ao banheiro pela mulher do comerciante para tomar banho. Pouco depois, a mulher foi até a cozinha pegar um medicamento, mas, quando voltou ao banheiro, as crianças não estavam mais lá.

Busca. Ainda de acordo com a polícia, os gêmeos foram procurados por toda a casa até que o comerciante pediu a ajuda de um segurança do condomínio. Por volta das 18h30 de anteontem, o segurança entrou em uma residência em construção ao lado da casa das vítimas. Com um pedaço de madeira, movimentou a água de uma piscina, também em construção, e encontrou as crianças submersas.

Socorro. Os bombeiros foram acionados e o casal de gêmeos, levado para o Hospital Regional de Sorocaba. As crianças não resistiram.

O caso foi registrado no 9.º Distrito Policial de Sorocaba como morte suspeita. Os responsáveis pelas crianças serão ouvidos e a polícia solicitou perícia nos corpos e no local das mortes.

Afogamento é a 2.ª causa de morte e a 8.ª de hospitalização entre crianças de 1 a 14 anos, segundo o Ministério da Saúde.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.