Gaviões da Fiel se reuniu com MTST

Torcida organizada convocou torcedores para proteger 'patrimônio da nação corinthiana'

Rafael Italiani e Laura Maia de Castro, O Estado de S. Paulo

15 Maio 2014 | 12h56

SÃO PAULO - O coordenador do Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST), Guilherme Boulos, afirmou nesta manhã, 15, que foi procurado pela torcida organizada Gaviões da Fiel para falar sobre as manifestações de hoje no entorno do Itaquerão. "Nosso objetivo não é chegar ao estádio para não haver provocação. Deixamos isso bem claro, inclusive para a torcida organizada do Corinthians que veio nos procurar. Nosso objetivo é chamar anteção para as nossas reivindicações", afirmou Boulos, nesta manhã, 15, durante a manifestação do MTST.

Ontem, por meio de nota no site oficial da torcida organizada, a Gaviões da Fiel convocou os torcedores para proteger o "patrimônio" do Corinhians. "Novamente existe a possibilidade de acontecer mais um protesto com a Copa do Mundo, amanhã (hoje), às 7h, em nosso estádio. Se for mesmo combinado, nós iremos para lá proteger o patrimônio da nação corinthiana." Ainda de acordo com a nota do torcida, "os gaviões não aceitarão nenhum tipo de protesto na casa da fiel torcida e vamos continuar em alerta, sempre para zelar e cuidar de nosso estádio". No final da nota, a torcida afirmar estar "de olho".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.