Garupa de moto leva a pior após dupla atacar soldado da PM em Santo André

Policial estava de carro e havia deixado a sede do batalhão, próximo ao local da abordagem

Ricardo Valota, O Estado de S.Paulo,

21 Setembro 2012 | 03h33

SÃO PAULO - Um bandido morreu e outro fugiu, por volta das 22 horas de quinta-feira, 20, ao supostamente tentarem assaltar um soldado da Força Tática do 41º Batalhão num semáforo localizado na Rua Oswaldo Cruz, no Jardim Estela, próximo à sede do batalhão, em Santo André, no ABC paulista.

 

Não se sabe ainda se a dupla, que ocupava uma moto Honda Falcon preta, chegou com a intenção de roubar o carro da vítima, que estava à paisana, ou se esperou pela saída do soldado da sede do batalhão e seguiu o veículo com intenção de matar o policial. Ao parar o carro, perceber a aproximação da moto e ver um dos dois ocupantes armado, o soldado sacou uma pistola, dando início ao tiroteio.

 

O garupa atirou duas vezes contra o policial, que revidou, atingindo o bandido. Mesmo encaminhado para o pronto-socorro central da cidade, o criminoso morreu. O comparsa do atirador, ao ver o colega caindo da moto, fugiu. O revólver utilizado pela dupla foi apreendido. Nele, havia duas cápsulas deflagradas e quatro intactas. O soldado ficou ileso.

 

O caso foi registrado no 1º Distrito Policial de Santo André e será investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) por se tratar de resistência seguida de morte.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.