Garoto de 15 anos é suspeito de tramar o assalto do pai

Vítima reagiu ao ver família ser agredida e um dos bandidos acabou baleado duas vezes. Caso ocorreu em Franca, no interior de SP

Rene Moreira, Especial para o Estado

02 Julho 2014 | 14h58

FRANCA - Um adolescente de 15 anos foi apreendido em Franca, no interior de São Paulo, sob a acusação de ter tramado o assalto do próprio pai, um eletricista de 34 anos. A vítima foi agredida pelos bandidos, assim como sua mãe, de 69 anos, e um irmão de 39 anos.

Durante o assalto o eletricista, que tinha R$ 9 mil em casa, reagiu e lutou com um dos bandidos vindo a arma a disparar pelo menos cinco vezes. Um dos acusados, de 22 anos, levou dois tiros e está internado sob escolta policial, enquanto o outro conseguiu fugir, mas, segundo testemunhas, também estaria ferido.

Tudo começou quando a dupla encapuzada bateu no portão da residência da família, na noite desta terça-feira, 1º, no Jardim São Tomaz. Ao atender, a mulher foi agredida pelos assaltantes, que entraram no imóvel e ainda bateram nos dois filhos, até que o eletricista reagiu e houve a briga. Ele contou que havia sacado o dinheiro no banco porque pretendia comprar um carro e não suportou ao ver sua mãe apanhar.

Tortura. Segundo as vítimas, durante a sessão de socos, chutes e coronhadas, os bandidos deixavam claro que sabiam dos R$ 9 mil. Quando os policiais militares chegaram, o suspeito estava caído do lado de fora da casa e disse que foi o filho do eletricista que contou sobre o dinheiro.

O adolescente foi detido pouco depois ao chegar à residência e negou tudo, mas não convenceu e ficou apreendido enquanto o caso é investigado. 

Mais conteúdo sobre:
São Paulo Franca Família

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.