Garoto de 10 anos morre enforcado em balanço em Mongaguá

Delegado titular do município apura se houve alguma conduta criminosa, mas acredita que houve um acidente

Rejane Lima, Estadão

12 de novembro de 2007 | 14h29

Um menino de 10 anos morreu enforcado em Mongaguá, no litoral sul de São Paulo. R.M.S brincava no quintal de sua casa, no Balneário Flórida Mirim, quando enroscou o pescoço na corda de um balanço na tarde do último sábado. O estudante foi encontrado pela família, que verificou que ele estava se sufocando e cortou as cordas do balanço. O jovem foi socorrido e levado ao hospital municipal, mas já chegou ao local sem vida. De acordo com o delegado titular de Mongaguá, João José Peres Neves, a polícia civil instaurou inquérito para apurar se houve alguma conduta criminosa, mas tudo leva a crer que foi um acidente.  Segundo o Boletim de Ocorrência registrado na Delegacia Sede da cidade, o corte das cordas prejudicou o trabalho da perícia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.