Garota de 15 anos é morta por ladrão em Higienópolis

Garota de 15 anos voltava de festa de aniversário com o namorado; trio fugiu em carro roubado e acabou preso, após perseguição policial

Camila Brunelli e Gheisa Lessa,

22 Outubro 2012 | 11h33

A adolescente Caroline Silva Lee, de 15 anos, foi morta em um assalto em Higienópolis, na região central de São Paulo, na madrugada deste domingo, 21. Ela voltava para casa a pé, com o namorado, quando foram abordados por três bandidos. Depois de roubá-los e assassinar a menina, o trio foi perseguido pela polícia e preso.

Os bandidos estavam em um Fiat Idea roubado no dia 14. O namorado da jovem reconheceu os criminosos e eles confessaram os crimes. Segundo a mãe, Maria Lee, Caroline saiu à 1h30 da festa de aniversário de 18 anos de uma amiga de condomínio. Estava com o namorado, Jardel Nascimento, de 24 anos. Eles seguiam para a casa do rapaz, em Santa Cecília, quando os suspeitos se aproximaram de carro, na Rua Sabará, em Higienópolis.

Marcos Vinicius Correa Gomes, de 19 anos, Alex Rodrigues Venancio e Claudinei Avelino Modesto, ambos de 18 anos, desceram do automóvel e anunciaram o assalto. Segundo o relato dos bandidos ao delegado Francisco Solano de Santana, do 27.ºDP (Campo Belo), a jovem se recusou a entregar a bolsa e foi baleada duas vezes no pescoço. "Ela tentou proteger a bolsa e já foi atingida pelos disparos", afirmou o delegado. A ação foi gravada por câmeras de prédios próximos e o vídeo já está nas mãos da polícia.

Os criminosos levaram a mochila de Caroline e os celulares dela e do namorado. A adolescente chegou a ser socorrida no Hospital das Clínicas, onde morreu.

De acordo com o boletim de ocorrência, o namorado da vítima chamou rapidamente a polícia, que localizou o veículo dos bandidos e iniciou uma perseguição. O motorista perdeu o controle e bateu na Avenida 23 de Maio, na altura da Rua Arsênio da Silva. Após uma troca de tiros com os policiais militares, o trio acabou detido. Com eles, havia uma arma de calibre 32.

Gomes, Venancio e Modesto confessaram os crimes e o roubo do Fiat Idea. Segundo eles, Gomes foi o autor dos dois tiros que mataram a jovem.

O carro usado no crime foi roubado no Campo Belo, na zona sul da capital. Na manhã do dia 14, eles haviam abordado uma família - pai, mãe e duas crianças, na garagem de casa, na Rua Visconde de Aguiar Toledo, no Campo Belo. Roubaram televisores, notebook e dinheiro e fugiram no Fiat Idea da família, usado no assalto de ontem. O proprietário do veículo reconheceu os três.

Enterro. Os três acusados foram presos em flagrante e vão responder por latrocínio (roubo seguido de morte) e roubo duplamente qualificado. O enterro de Caroline está marcado para esta segunda-feira, 22, em Taboão da Serra, na Grande São Paulo. / COLABOROU CAMILLA HADDAD

Mais conteúdo sobre:
Caroline Silva Lee

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.