Garota de 12 anos e jovem de 25 recebem órgãos de Eloá

Menina terá fígado transplantado e rapaz receberá pancreas e um rim; coração e pulmões já foram recebidos

Elvis Pereira, estadao.com.br

20 de outubro de 2008 | 18h58

Uma garota de 12 anos está recebendo o fígado de Eloá Cristina Pimentel, de 15 anos. O transplante teve início por volta das 8h30 desta segunda-feira, 20, na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, na Vila Buarque. A assessoria de imprensa do hospital informou que a cirurgia dura, em média, de 8 a 12 horas, e, no fim desta tarde, transcorria sem problemas. Segundo a unidade, a família da receptora ainda não sabe que o órgão era da adolescente mantida refém por cerca de 100 horas por Lindemberg Alves, de 22 anos, na semana passada, em Santo André, no ABC paulista.   Veja também: Menina de 18 anos recebe o pulmão de Eloá Coração de Eloá é doado a mulher de 39 anos Corpo de Eloá será enterrado em cemitério de Santo André Lindemberg teme ser morto na cadeia e advogada fará a defesa Saiba como foi o fim do seqüestro Confira cronologia do seqüestro Galeria com imagens do seqüestro Imagens da negociação com Lindemberg Alves I  Imagens da negociação com Lindemberg Alves II  Especialistas falam sobre o seqüestro no ABC Eloá, 'uma menina falante'; Lindemberg, 'um trabalhador' Seqüestro em Santo André é o mais longo registrado em SP Todas as notícias sobre o caso   A Santa Casa também foi o destino das córneas da adolescente. No entanto, elas estão armazenadas e, até o momento, não há informação de quem as receberá. As córneas, segundo o hospital, podem ser armazenadas por até 14 dias para o transplante. Ainda nesta noite, por volta das 19h30, deve ser encerrada, no Hospital Beneficência Portuguesa, na Bela Vista, o transplante do pâncreas para um rapaz de 25 anos. O paciente, que sofria com insuficiência renal decorrente do diabetes, também recebeu o rim esquerdo de Eloá.    

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.