Garoa que atinge SP faz congestionamento chegar a 130 km

Chuva deixa vias escorregadias e causa pequenos acidentes; carros quebrados atrapalham o tráfego

Solange Spigliatti, estadao.com.br

08 de agosto de 2008 | 09h08

Chuva, excesso de veículos, carros quebrados, alagamentos e falta de energia causaram um aumento de pontos de congestionamentos em São Paulo, por volta das 9 horas desta sexta-feira, 8. Segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), às 9 horas a cidade registrava 130 quilômetros de pontos engarrafados, principalmente na zona oeste, que concentrava 38 quilômetros de lentidão. Veja também:  Prefeitura lança pacote de obras para o trânsito em SPAcompanhe a situação do trânsito rua-a-rua Entenda as novas medidas contra o trânsito Conheça o histórico do trânsito na cidade  Além da chuva, que deixa os vias escorregadias, causando pequenos acidentes, nove veículos quebrados, entre ônibus e caminhões, atrapalhavam o tráfego em importantes vias públicas, como Avenida Interlagos e Marginal do Pinheiros. Nove vias públicas ainda tinham faixas de rolamento interditadas por conta de queda de árvores ou galhos, ocorrido no último dia 5. Além disso, dois pontos de alagamentos, um na Avenida Presidente Wilson, no Ipiranga, e outro na Marginal do Tietê, próximo à Ponte da Freguesia do Ó, ajudavam a complicar o trânsito. A Marginal do Tietê concentrava os dois piores trechos de lentidão. O mais complicado estava no trecho entre as Pontes Castelo Branco e Julio de Mesquita neto, com mais de oito quilômetros de morosidade, na pista expressa que segue em direção à Rodovia Castelo Branco. Na mesa região, o motorista encontrava mais de seis quilômetros de trânsito lento na pista local entre as Pontes Nova Fepasa e Julio de Mesquita Neto.  Solange Spigliatti

Tudo o que sabemos sobre:
trânsitocongestionamentoSão Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.