Gargalos em escadas e catracas atrasam viagens

Grande número de usuários provoca aglomerações nas estações; situação mais grave foi encontrada na Estação Santo Amaro

BRUNO RIBEIRO, O Estadao de S.Paulo

20 Março 2010 | 00h00

Há duas razões para grandes perdas de tempo no percurso. A primeira são as filas para passar as catracas nas baldeações - especialmente no horário de pico - ou para usar as escadas após o desembarque, por exemplo. Ambos os pontos se transformam em funis. A segunda é na CPTM, cujos intervalos não foram cumpridos durante os testes feitos pela reportagem. Com isso, o passageiro perde tempo na plataforma, à espera da condução.

O grande número de usuários faz a viagem se tornar mais demorada do que o sistema sugere porque é preciso esperar as centenas de pessoas que querem passar pelo mesmo espaço da roleta ou da escada rolante. A situação mais grave desse tipo foi encontrada na Estação Santo Amaro, ligação da Linha 9-Esmeralda da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) com a Linha 5-Lilás do Metrô.

Gratuidade. O simulador de trajetos do Metrô na internet também não informa em quais estações a troca de trens é gratuita e em quais há cobrança de tarifa aos passageiros. O usuário precisa buscar os trajetos na própria ferramenta para descobrir. Assim, quem não conhece a rede tem dificuldades em planejar os custos de uma viagem.

As estações Tatuapé e Corinthians-Itaquera, ambas na Linha 3-Vermelha, são as únicas onde há cobrança na baldeação para os trens da CPTM. Na Estação do Brás, da mesma linha, a troca é gratuita. Na Barra Funda, o passageiro também não paga a mais para fazer a conexão.

As rotas para a Linha 12-Safira da CPTM sugerem que a troca do Metrô para o trem ocorra na Estação Tatuapé em vez da Estação Brás, sem dizer contudo que há outras possibilidades mais baratas.

A lógica do simulador de trajetos do Metrô é que a baldeação na Estação Tatuapé é mais rápida. De acordo com informações repassadas pela companhia, todas as baldeações são calculadas com o tempo médio de cinco minutos de duração.

Orcas. Já no serviço Ponte Orca - vans que levam os passageiros de uma estação a outra gratuitamente -, o sistema informa que, para usuários que utilizam a Linha 10-Turquesa da CPTM, ligação com as cidades do ABC paulista, é mais rápido fazer duas baldeações de metrô para viajar até a Avenida Paulista (ir até a Luz, no centro, seguir até a Estação Ana Rosa, na zona sul, e depois pegar a Linha 2-Verde do Metrô) do que utilizar a ponte, que liga a CPTM à Estação Sacomã, que já é da Linha 2-Verde, e fica a aproximadamente três quilômetros de distância da linha de trem.

A Ponte Orca só é recomendada para destinos entre a Estação Ana Rosa - ligação com a Linha 1-Azul - e a Estação Sacomã.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.