Gangue usa até estilingue em Moema

VIOLÊNCIA

, O Estado de S.Paulo

09 de junho de 2010 | 00h00

Paralelepípedos, marretas, pedaços de vela de veículos e até estilingue se tornaram armas para furtar lojas em Moema, zona sul. As ferramentas são utilizadas para destruir vitrines. Só entre abril e maio, foram sete ataques. Ontem, a polícia deteve três suspeitos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.