Galpão histórico será demolido

Tombamento muda e Petrobrás fará torres

Rodrigo Brancatelli e Márcio Pinho, O Estado de S.Paulo

12 de abril de 2011 | 00h00

O Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico do Estado de São Paulo (Condephaat) mudou ontem uma decisão de tombamento para permitir a construção de três torres empresariais da Petrobrás no centro de Santos, litoral sul de São Paulo.

No local fica o Armazém de Exportação da antiga São Paulo Railway, que havia sido tombado pelo próprio Condephaat em 2010. O órgão agora permitiu a demolição de dois terços do edifício para dar lugar à futura sede da Unidade de Exploração da Bacia de Santos. A Petrobrás e a prefeitura de Santos haviam recorrido da decisão em 2010. O conselho ganhou novos integrantes este ano e o processo foi novamente analisado.

Segundo o secretário de Planejamento de Santos, Bechara Abdalla Pestana Neves, o Condephaat apenas "compatibilizou o tombamento" com a proposta de Santos. "Foi preservado um terço e se consegue usar o restante da área." A Petrobrás disse que não tem ingerência sobre as decisões do Condephaat. "É importante frisar que haverá contrapartidas: outros imóveis serão recuperados", afirmou a presidente do Condephaat, Fernanda Bandeira de Mello.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.