Galpão de rinha de galos é localizado no interior paulista

Polícia Militar Ambiental encontrou 40 galos, quase todos mutilados, biqueiras de metal e material de sutura

estadão.com.br,

27 de setembro de 2011 | 19h23

 SÃO PAULO - A Polícia Militar Ambiental encontrou na segunda-feira, 26, um galpão onde eram realizadas rinhas de galos em São José do Rio Preto,no interior de São Paulo. 

 

Ao chegarem no galpão, eles encontraram 40 galos, quase todos mutilados, com muitas lesões e com as esporas cortadas. Haviam biqueiras de metal, esporas de plástico, material de sutura, além de diversos medicamentos para curativos dos animais.

 

Duas pessoas foram autuadas pelo crime ambiental de maus tratos a animais, cuja pena é de 3 meses a 1 ano de prisão. Eles deverão ainda pagar multa de R$ 21 mil. O material e os galos foram apreendidos na base da Polícia Ambiental da cidade. 

 

Na sexta-feira (23), os policiais militares descobriram outra rinha de galos, em Nova Granada, a 38 quilômetros de São José do Rio Preto. Foram apreendidos 21 galos e diversos materiais para a disputa. 

 

De acordo com a Polícia Militar Ambiental, essa prática se intensifica nesta época do ano, pois a troca de penas está completa. Por isso, segundo a Secretaria de Segurança Pública, está sendo reforçada a prevenção e repressão contra esse tipo de crime.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.