André Pletsch/Divulgação
André Pletsch/Divulgação

Galo gigante é vendido por R$ 154 mil em leilão no interior paulista

A ave da raça índio gigante tem 1,24 metros de altura, 11 meses de idade e pesa 6,5 quilos

José Maria Tomazela, O Estado de S.Paulo

05 Outubro 2017 | 15h15

SOROCABA – Um galo foi arrematado por R$ 154 mil num leilão realizado no último fim de semana, em Guareí, interior de São Paulo. O valor, suficiente para comprar cinco carros populares, não foi pago por um galo qualquer. Hokaido, como é chamada a ave da raça índio gigante, tem 1,24 m de altura, 11 meses de idade e pesa 6,5 quilos, segundo o vendedor e criador Felipe Godinho, que também é presidente da Associação Nacional de Amigos e Criadores de Galo Índio Gigante (Amacig).

“Não sei de outro galo que tenha alcançado esse valor, mas este é o maior índio gigante do Brasil, com as melhores características da raça”, diz Godinho. 

+++ Supergalo de 1 metro entra na mira dos investidores

Ele conta que a raça índio gigante foi desenvolvida através do melhoramento genético do galo índio comum, em cruzamentos com galinhas caipiras. A ave é ornamental e muito apreciada pelos criadores pelo porte altivo. “Não se deve confundir com galo de briga. O índio gigante tem só porte, não é de briga.” A ave foi adquirida pelo criador Vagner Souza, de Sorocaba.

+++ Fazenda cobra R$ 30 de quem quer passar o dia inteiro colhendo jabuticaba

“Eu vi o Hokaido no site do leilão e fui a Guareí disposto a dar o lance que fosse preciso para tê-lo. Acho que foi um bom investimento, pois vou usá-lo em inseminação artificial para produzir ovos e pintinhos.” Souza espera vender cada filho do Hodaiko a R$ 1 mil e a dúzia de ovos a R$ 4 mil. “Crio há dois anos e o mercado para essa ave só está melhorando.”

+++ Do tamanho de uma criança, maior galo do mundo mora no interior de SP

No leilão, que atraiu compradores e criadores do Rio Grande do Sul, Paraná, Mato Grosso e Pernambuco, além de todo o Estado de São Paulo, as vendas totalizaram cerca de R$ 500 mil. A franga Kiara, irmã de Hokaido, foi vendida por R$ 72 mil. Godinho conta que, no leilão do ano passado, o galo Loukura foi vendido por R$ 77 mil e a franga Madona, por R$ 42 mil. “Em nosso meio, esses preços não assustam. É como em leilões de gado e cavalo: as aves são valorizadas pelo tamanho, a beleza e as características da raça, como a crista bola (crista arredondada). O Hokaido tem tudo isso. É um galo perfeito.”

Mais conteúdo sobre:
Guareí [SP] São Paulo [cidade SP] Galo

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.