Galho de figueira mata aposentada dentro de parque em Santo André

Aposentada Leda da Silva caminhava dentro do Parque Celso Daniel quando foi atingida; administração do local disse que irá pedir o corte da árvore que é tombada pelo patrimônio histórico

Ricardo Valota, do estadão.com.br ,

15 de abril de 2011 | 04h05

SÃO PAULO - A aposentada Leda da Silva Maubrigades, de 68 anos, morreu, no início da noite de quinta-feira, 14, ao ser atingida por um dos galhos de uma centenária figueira quando caminhava dentro do Parque Celso Daniel, no bairro Jardim, em Santo André, no ABC.

 

Bombeiros foram acionados, mas a vítima morreu antes mesmo da equipe de resgate conseguir colocá-la na viatura. Segundo nota da Prefeitura de Santo André, a árvore é tombada pelo patrimônio histórico. Depois das 21h30, quando o parque já estava fechado, outros galhos da mesma árvore caíram e danificaram parcialmente o telhado de uma lanchonete ao lado.

 

A administração do parque disse que irá pedir o corte da árvore ao órgão responsável pelo tombamento da figueira. A Prefeitura afirmou também que, por meio da Secretaria de Inclusão Social, prestará toda a assistência necessária à família da vítima. O Parque Celso Daniel permanecerá fechado até a conclusão da perícia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.