Galhardia contra o vendaval

"Hoje cedo, depois de sair da cama, corri até a janela pensando no sofrimento que meu barquinho enfrentou.

O Estado de S.Paulo

10 Abril 2012 | 03h04

Queria saber se ele ainda estava onde o deixamos. Com o coração na boca, vejo que não.

Nesta manhã, a Baía Fields estava cercada por blocos de gelo trazidos pelo furacão da noite passada.

Esses gigantescos pedaços da Antártida empurraram o Mar Sem Fim um pouco mais para o lado esquerdo de onde havia sido fundeado. O barco está preso no gelo.

Meu querido Marzão, o barco que alegrou minha vida, um sonho realizado, está cercado por gelo, como de resto toda a Baía Fields.

Está momentaneamente vencido. Não pelo vendaval, que ele soube enfrentar com galhardia quando bem tripulado. Mas por imensos blocos de gelo em uma luta desigual, desproporcional."

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.