Fuzileiro e jovem são mortos em saída de boate de SP

Segundo testemunhas, quatro pessoas encapuzadas foram os autores dos tiros

SOLANGE SPIGLIATTI, Agência Estado

30 Março 2010 | 09h54

O fuzileiro naval Dilson Pinto Marcílio e uma adolescente de 13 anos foram mortos na madrugada desta terça-feiram, 30, após saírem de uma boate em Sorocaba, no interior de São Paulo. Segundo duas testemunhas que estavam no mesmo carro das vítimas, quatro pessoas encapuzadas pararam o carro ao lado do veículo em uma avenida do bairro Alto da Boa Vista e começaram a atirar.

Na direção, Dílson, de 29 anos, freou o carro bruscamente. As testemunhas conseguiram fugir e Dílson, então, acelerou novamente o veículo, perdendo o controle do carro, que atravessou o canteiro central e bateu em um barranco do outro lado da via.

Neste momento, os atiradores pararam ao lado do carro das vítimas e começaram a atirar novamente, segundo as testemunhas. Os criminosos fugiram. Um revólver calibre 32 foi apreendido dentro do carro do fuzileiro. A polícia investiga o caso.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.