Fundação Casa fecha unidade de São Carlos por falta de demanda

Unidade tinha apenas seis menores, que podiam sair para estudar; 4 foram liberados e 2 mudam de unidade

Marcela Gonsalves, Central de Notícias

10 Maio 2011 | 16h17

SÃO PAULO - Por falta de demanda, a Fundação Casa fechou nesta segunda-feira, 9, uma unidade de semiliberdade que mantinha em São Carlos, no interior paulista. Segundo a assessoria de imprensa da Fundação, o local tinha capacidade para 20 adolescentes, mas contava com apenas seis internos.

A Fundação alega ainda que a unidade de Araraquara, município vizinho, também costuma operar abaixo da capacidade e que, portanto, não valeria a pena manter os dois locais.

Dos seis internos, quatro tiveram extinção de medida e puderam retornar à sociedade. Os outros dois foram transferidos para Araraquara, mas continuarão realizando suas atividades como estudos e cursos de qualificação em São Carlos. Os adolescentes no regime de semiliberdade costumam sair das unidades pela manhã e retornar no meio da tarde. As famílias acompanharam a transferência.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.