Funcionários são o maior custo de um condomínio

Engana-se quem pensa que morar em um prédio com muitas opções de lazer significa necessariamente desembolsar uma taxa de condomínio mais alta. De acordo com levantamento realizado pela administradora Lello em 1,4 mil condomínios paulistanos, o maior vilão das contas é o número de funcionários.

O Estado de S.Paulo

30 Junho 2013 | 02h10

É como uma empresa. A folha de pagamento e encargos trabalhistas corresponde, em média, a 50% das despesas mensais de um condomínio em São Paulo, segundo a administradora.

Na sequência dos gastos, representando cerca de 25% do total, vêm as contas de água e de luz - por isso, é importante investir em manutenção da rede hidráulica, por exemplo, evitando vazamentos, e adotar medidas que diminuam gastos desnecessários de energia elétrica. Como a taxa de condomínio é um rateio das despesas pelo número de unidades, é natural que os custos sejam menores em prédios com mais apartamentos. / E.V.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.