Funcionários são mantidos reféns durante explosão de caixas em empresa

Grupo explodiu dois caixas eletrônicos que ficam dentro da metalúrgica Dedini; ninguém se feriu

Ricardo Brandt,

05 de fevereiro de 2013 | 20h05

CAMPINAS - Em uma ação cinematográfica, dez assaltantes renderam cerca de 200 funcionários em uma das fábricas da metalúrgica Dedini, em Piracicaba, interior de São Paulo, para roubar dois caixas eletrônicos.

O crime aconteceu por volta das 2h da madrugada desta terça-feira, 5, na fábrica que fica na rodovia Fausto Santomauro (SP-127), entre Piracicaba e Rio Claro. Cinco dos criminosos invadiram a área de descanso dos funcionários e renderam a equipe com fuzis e pistolas.

Eles foram levados para o refeitório da empresa e mantidos sob a mira de armas. Alguns ameaçaram tentar fugir e foram impedidos com tiros de alerta disparados pelos criminosos, que estavam encapuzados.

Enquanto isso, outros cinco criminosos entraram pelos fundos da empresa e explodiram os dois caixas eletrônicos que ficam dentro da fábrica. Com a explosão, muito dinheiro ficou jogado pelo chão.Segundo a Polícia Civil, um dos veículos utilizados na fuga foi abandonado em um canavial e dentro dele foram encontradas duas dinamites.

A Dedini informou, por meio de sua assessoria, que não houve feridos e a empresa manteve sua produção normalmente.

Tudo o que sabemos sobre:
Dedini

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.