Funcionários de clínica em SP são suspeitos de espancar dependente

Proprietário e trabalhadores do local vão responder a inquérito; com ferimentos, vítima foi encaminhada para exames

José Maria Tomazela, O Estado de S. Paulo

29 Agosto 2014 | 20h19

SOROCABA - Três funcionários de uma clínica de reabilitação para dependentes químicos são suspeitos de espancar um interno em plena luz do dia em uma rua da região central de Sorocaba. As agressões foram gravadas por uma pessoa que assistiu o espancamento da janela de um edifício. O crime ocorreu na terça-feira, 26, mas só nesta sexta-feira, 29, a Polícia Civil identificou a vítima e os agressores, após receber a gravação.

As cenas mostram três homens perseguindo o dependente químico que, após ser derrubado, passou a ser agredido com socos e pontapés. Em seguida, ele foi colocado à força no interior de um carro. Várias pessoas presenciaram o espancamento, mas foram ameaçadas pelos agressores e não puderam intervir. 

Ao ser localizada pela polícia, a vítima tinha ferimentos e foi encaminhada para exames. O homem contou que era levado para uma perícia médica, no centro da cidade, e tentou fugir. A clínica não tinha alvará da prefeitura. O proprietário e os funcionários vão responder a inquérito.

Mais conteúdo sobre:
Sorocaba

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.