Funcionários da OAB de São Paulo entram em greve

Paralisação foi pelo descumprimento do órgão na reclassificação de salários no mês de maio

João Paulo Carvalho, estadão.com.br

10 de agosto de 2011 | 21h15

SÃO PAULO - Os funcionários da Ordem dos Advogados do Brasil em São Paulo (OAB-SP) entraram em greve na manhã desta quarta-feira, 10. A paralisação impediu a entrada de funcionários na sede da entidade, que fica na região da Sé, no centro da capital paulista.

A paralisação foi motivada pelo descumprimento do Acordo Coletivo no qual a Ordem se comprometia a cumprir o plano de reclassificação de salários no mês de maio. O estado de greve deverá ser mantido nesta quinta.

Amanhã na parte da tarde também será realizada uma reunião entre a OAB e o Sinsexpro (Sindicato dos Trabalhadores das Autarquias de Fiscalização do Exercício Profissional e Entidades Coligadas no Estado de São Paulo).

Tudo o que sabemos sobre:
OAB-SPgrevefuncionários

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.