Funcionários da Fundação Casa suspendem greve

Paralisação teria início neste sábado, mas governo apresentou proposta que agradou categoria

Ricardo Valota, estadao.com.br

25 de outubro de 2008 | 12h33

Funcionários da Fundação Casa (antiga Febem) decidiram, em assembléia realizada nesta manhã suspender o início de uma greve marcado para este sábado, 25. Segundo nota divulgada pelo Sindicato dos Trabalhadores em Entidades de Assistência e Educação à Criança ao Adolescente e à Família, "a fundação apresentou proposta para espantar o fantasma da greve". Serão dados 9% de aumento para os funcionários da chamada "banda técnica", como agentes de apoio técnico, educacional, de segurança; além de enfermeiro, auxiliar de enfermagem, assistente social, psicólogo. Para os demais servidores, foi dado 7,9% de aumento, com elevação para R$ 10 no valor do vale-refeição. Na próxima terça-feira, a direção da Fundação Casa e representantes dos funcionários participam no Tribunal Regional do Trabalho (TRT) de uma "mesa de conciliação", na qual serão discutidos outros itens da pauta de reivindicação, como plano de carreira, cargos e salários; 30 horas dos técnicos e o respeito à data base da categoria que é 1º de março.

Tudo o que sabemos sobre:
Fundação Casagreve

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.