Funcionalismo tem alto custo

Os funcionários do setor de Garagem viraram símbolo do alto custo do funcionalismo da Casa após o Estado publicar reportagem com base na divulgação da lista de salários na internet. Os altos salários na Câmara chamaram a atenção até da imprensa internacional. A Câmara Municipal foi o primeiro órgão legislativo do Brasil a adotar tal medida. A partir disso, foi possível saber que o falso garagista recebe R$ 23 mil - mais do que o dobro do que ganha o próprio presidente da Casa (R$ 9,3 mil).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.