Daniel Barry/Getty Images/AFP
Daniel Barry/Getty Images/AFP

Fumar em parque agora é proibido em Nova York

Tabaco também foi banido de praias, piscinas, centros de recreação e praças; nova regra começou a valer ontem e prevê multa de US$ 50

Mosi Secret e Noah Rosenberg, The New York Times, O Estado de S.Paulo

24 de maio de 2011 | 00h00

Um maço de cigarros Newport Red numa loja de conveniência de Manhattan: US$ 11,50. Tabaco de enrolar da marca Drum (papel incluído): US$ 13. Ser flagrado fumando em Times Square: multa de US$ 50.

Ontem, tornou-se ilegal fumar em muitas áreas externas da cidade de Nova York, incluindo parques, praias, piscinas, centros de recreação e outros locais sob a jurisdição do Departamento de Parques e Recreação. As praças, entre elas as de Times Square e Herald Square, também estão entre os espaços onde fumar será proibido, assim como o Passeio de Coney Island.

A proibição é a mais recente tentativa do prefeito Michael Bloomberg e de alguns membros da Câmara dos Vereadores de proteger os não fumantes do fumo passivo. Em 2002, o prefeito esteve na vanguarda de uma bem sucedida campanha para proibir o fumo em bares, incluindo os de restaurantes. A lei entrou em vigor em março de 2003. (A cidade proibiu o fumo na maioria dos restaurantes em 1995. Fumar em outras áreas externas ainda é permitido.)

Nicotina. Um estudo realizado em 2009 pelo Departamento Municipal de Saúde descobriu que 57% dos adultos não fumantes de Nova York apresentavam no sangue um alto nível de um derivado da nicotina, indicando que tinham sido recentemente expostos a fumaça de cigarros. Entre os adultos de todos os Estados Unidos, essa proporção média é de 45%.

Tara Kiernan, porta-voz do Departamento de Parques, disse em e-mail que o respeito à proibição não deve exigir muito policiamento. Os representantes do órgão têm autoridade para emitir mandados de citação, mas, sempre que possível, preferirão "educar" os infratores a respeito da nova lei, acrescentou ela.

Fumantes. Ainda é cedo para saber se fumar discretamente na praia ou no parque será uma prática que, como jogar lixo na calçada ou atravessar a rua fora da faixa, nunca recebe castigo, mas anteontem muitos fumantes manifestaram um misto de indignação e resignação em relação à nova lei.

"Sinceramente, não me importo", disse Kim, de 37 anos, moradora de Tampa, Flórida, que passeava na Times Square na tarde de anteontem. "Compreendo os males do fumo passivo e a preocupação que isso desperta. Vou fumar em outro lugar."

Zoe Rosario, de 22 anos, passeava com o namorado em Cooper Park, no Brooklyn, e ficou surpresa ao ser informada da proibição que entraria em vigor no dia seguinte. "Como assim? Sou fumante e me oponho a essa lei!" Ela disse fumar aproximadamente um maço por dia. / TRADUÇÃO DE AUGUSTO CALIL

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.