Fuga de ladrões provoca acidente com morte no Ipiranga

Policial civil ficou ferida no acidente e está internada em estado grave; um dos assaltantes foi preso

Ricardo Valota, do estadão.com.br; e Andressa Zanandrea, do Jornal da Tarde,

10 de junho de 2008 | 03h23

Uma perseguição a bandidos terminou em acidente com a morte de uma pessoa na noite de segunda-feira, 9, no Ipiranga, região sudeste da capital paulista. Dois homens, um deles armado de um revólver, haviam assaltado o gerente Alexandre Pinto Vieira de Toledo, de 38 anos. Toledo foi atacado quando seguia em seu veículo, um Ford Focus Sedan, prata, em companhia da mulher, pela Avenida Paes de Barros, na Mooca. Os criminosos levaram o carro, mas libertaram as vítimas e seguiram em direção ao bairro do Ipiranga. Quando estavam na Rua Xavier de Almeida, eles cruzaram com uma equipe da 2ª Companhia do 3º Batalhão. Os policiais suspeitaram dos ocupantes do Focus e deram ordem de parar. O ladrão que dirigia acelerou, tendo início uma perseguição. No cruzamento com a Rua Padre Marchetti, o Focus atingiu violentamente a lateral de um Ford Escort cinza que passava naquele momento. Rubens Takenori Arashiro, de 60 anos, que ocupava o banco do passageiro, foi levado ainda com vida para o pronto-socorro do Ipiranga, onde morreu. A policial civil Aurora de Cássia Russi, de 50 anos, motorista do Escort, foi internada em estado grave no pronto-socorro do Hospital São Camilo. Os PMs conseguiram prender o assaltante Helton Jhon Silva e Silva, de 19 anos, mas o comparsa dele, que estava com a arma, conseguiu fugir. Silva foi autuado no 17º Distrito Policial, do Ipiranga, por roubo, homicídio, lesão corporal, resistência e por dirigir em alta velocidade.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.