Frio mata mais duas pessoas no Paraná

Outras duas pessoas morreram de frio no Paraná, na madrugada de terça-feira. Anteontem, uma morte, de João Hoffman, de 51 anos, já havia sido confirmada.

Evando Fadel / CURITIBA, O Estado de S.Paulo

30 de junho de 2011 | 00h00

Um dos novos casos aconteceu em Curitiba. O soldador Josué Cabral dos Santos, de 67 anos, teria saído de casa para ir a um bar na segunda-feira. Seu corpo foi encontrado ao lado do imóvel, anteontem de manhã. A causa da morte foi uma parada cardíaca provocada por hipotermia. Em Ponta Grossa, o pedreiro Sérgio Olinek, de 43 anos, também teria saído para beber e dormiu do lado de fora. Ele chegou a ser levado a um hospital, mas morreu de parada cardíaca.

Ontem, o frio continuou intenso no Paraná, mas as temperaturas elevaram-se em relação ao dia anterior, quando foram batidos recordes negativos. O mesmo aconteceu no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina, onde a previsão é de neve no fim de semana, após a chegada de uma massa de ar frio. /COLABORARAM ELDER OGLIARI E JÚLIO CASTRO

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.