Frio de 2,5 graus mata morador de rua em Taubaté

Homem é encontrado encolhido e coberto de jornais na manhã desta segunda-feira, no centro da cidade

Simone Menocchi, do Estadão,

30 de julho de 2007 | 15h20

O morador de rua Daílson Pereira de Lima, de 40 anos, morreu de frio na madrugada de domingo, 29, em Taubaté, no Vale do Paraíba, vítima de uma provável hipotermia, por causa das baixas temperaturas. Segundo o Centro de Previsão do Tempo e Estudos Climáticos (Cptec/Inpe) as mínimas no município chegaram a 2,5 graus durante a madrugada. O corpo do andarilho foi encontrado na calçada do centro da cidade, próximo ao Mercado Municipal, no início da manhã."Falei como ele ontem à noite e ele estava bem. A gente estava tomando cachaça junto e por isso não quisemos ir para o albergue, porque lá não pode beber", contou o também morador de rua Haroldo de Melo. Ao redor do mercado vivem dez mendigos, segundo o departamento de Assistência Social de Taubaté. O andarilho estava coberto com jornais e tinha o corpo encolhido.A polícia técnica esteve no local para a perícia e não constatou qualquer sinal de violência. O corpo da vítima foi levado ao Instituto Médico Legal de Taubaté. "Vamos tentar a identificação, pra avisar a família e depois passará pela necropsia, para saber se ele teve morte natural, se teve algum problema de saúde. Aparentemente não há nenhum sinal de violência", informou o delegado Juarez Totti. O delegado não descarta a hipótese do andarilho ter sido vítima de hipotermia.Segundo a assistente social da prefeitura de Taubaté, Inês Vale, o morador de rua Dailson vivia no centro de Taubaté há cerca de quatro anos e neste período já fora conduzido ao albergue da prefeitura por mais de trinta vezes. "Ele se recusava a ficar lá por causa da bebida e chegava a recusar até tratamento. Então fica difícil, quando eles não querem."Dez mendigos vivem no mesmo local onde o andarilho morreu de frio. "Pra gente, que bebe, o jeito é viver na rua mesmo. Não tem solução, se não morre de fome, morre de frio", disse Haroldo.Menor temperaturaA madrugada de segunda-feira teve a menor temperatura do ano em Campos do Jordão, na Serra da Mantiqueira. De acordo com a medição no Horto Florestal do Estado a mínima durante a madrugada foi de 3 graus negativos e a geada foi tão forte que se estendeu até as 9 horas da manhã.A geada deve se repetir nesta terça-feira na região segundo previsão do Cptec/Inpe. A atuação de uma massa de ar seco sobre a região Sudeste mantém o dia ensolarado, mas as temperaturas continuarão baixas, principalmente durante a madrugada. A previsão é de zero grau na Serra da Mantiqueira novamente.

Mais conteúdo sobre:
FrioTaubaté

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.