Frentista é levado para delegacia por aumento no preço de combustível em SP

O proprietário e o gerente do posto não foram encontrados

Solange Spigliatti, estadão.com.br

07 Março 2012 | 10h39

SÃO PAULO - O frentista de um posto de combustível, instalado na Rua Alfredo Pujol, altura do número 915, em Santana, na zona norte de São Paulo, foi conduzido à delegacia na manhã desta quarta-feira, 7, por aumento dos preços nas bombas de combustível.

 

Segundo o Departamento de Polícia de Proteção à Cidadania (DPPC), na noite de ontem, um consumidor acostumado a abastecer no posto percebeu o aumento nos combustíveis e com uma nota fiscal registrou boletim de ocorrência no DPCC na noite de ontem.

 

As equipes foram para o local no começo da manhã, pois o posto estava fechado desde as 22 horas de ontem. O proprietário e o gerente do posto não foram localizados e o frentista foi conduzido ao DPCC para esclarecimentos.

 

Será aberto um inquérito policial que investigará o caso. O dono ou o gerente do estabelecimento poderão ser responsabilizados penalmente por crime contra a economia popular, por obter ou tentar obter ganhos ilícitos em detrimento do povo ou de número indeterminado de pessoas mediante especulações.

Mais conteúdo sobre:
Preço combustível fraude

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.