Franco da Rocha decreta estado de emergência

Chuvas deixaram duas das três vias de acesso à cidade inacessíveis; prédio da prefeitura alagou e está funcionando improvisada em uma escola

Pedro da Rocha, Central de Notícias

12 Janeiro 2011 | 20h37

SÃO PAULO - O município de Franco da Rocha, na região Metropolitana de São Paulo, decretou estado de emergência, na tarde desta quarta-feira, 12, em razão das chuvas que atingiram a cidade.

 

Veja também:

linkChuva isola Franco da Rocha, na Grande São Paulo

linkChuva abre cratera que engole carro

linkAlckmin promete R$ 800 milhões após caos

especialARTIGO: O tempo perdeu as estribeiras

especialOPINIÃO: São Paulo pode conter as enchentes

 

As chuvas deixam duas das três vias de acesso à cidade inacessíveis. Apenas a ligação com Francisco Morato está transitável. O prédio da prefeitura alagou e está funcionando improvisada em uma escola.

 

Na represa Paiva Castro, parte da barragem teve que ser aberta por estar com excesso de água, o que fez o rio Juqueri transbordar e inundar a cidade. No bairro Vila Nossa Senhora de Fátima, 35 famílias tiveram que procurar abrigo na casa de parentes, ontem, 11.

 

A Defesa Civil Estadual recomenda à população afetada por alagamentos que evite o contato direto com a água contaminada da enchente, pois ela pode provocar doenças; em local inundados, preste atenção a buracos e bueiros sem tampas ou encobertos pela água; utilize calçado, calça comprida e blusa para a proteção do corpo; não deixe crianças brincando na enxurrada ou nas águas dos córregos; beber apenas água filtrada ou fervida; não utilizar alimentos que estiveram em contato com a água da inundação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.