França prorroga buscas por caixas-pretas do Airbus da Air France até o dia 25

Os investigadores do caso do avião da Air France, que caiu em 31 de maio de 2009, quando fazia o trajeto Rio de Janeiro-Paris, acham que "ainda é possível localizar os restos do avião" para determinar as causas do acidente no qual morreram 228 pessoas, informou ontem o Escritório de Investigação de Acidentes (BEA) da França.

, O Estado de S.Paulo

05 de maio de 2010 | 00h00

Por isso, os responsáveis pelas buscas dos restos do Airbus A330 - incluindo as caixas-pretas da aeronave - decidiram prolongar a operação até o dia 25. A procura ficará concentrada "em uma área adjacente à inicial". Segundo o comunicado, a Air France e a Airbus vão liberar 1,5 milhão cada uma para a continuação da terceira fase de buscas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.