Fotógrafo é acusado de matar mulher em motel na capital

Homem teria ligado para o filho e dito que matou porque descobriu que mulher o traía

Elvis Pereira, do estadao.com.br,

10 de novembro de 2007 | 17h18

O fotógrafo Alcides Oliveira Pinto, de 52 anos, foi preso sob suspeita de ter assassinado, na madrugada deste sábado, 10, a sua mulher, a dona de casa Adélia dos Santos Pinto, também de 52 anos. O crime aconteceu por volta das 3 horas num motel na Barra Funda, zona oeste de São Paulo. O casal havia chegado ao local 30 minutos antes. Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), durante a madrugada, Alcides ligou para seu filho contando que descobrira que a mãe, com quem vivia há 30 anos, havia o traído e, por isso, a matou. O rapaz acionou a polícia e seguiu para o motel. Lá, o corpo de Adélia foi localizado dentro de uma banheira. Ferido, Alcides estava deitado numa cama. O fotógrafo foi socorrido e, às 4h06, deu entrada no Hospital São Camilo, na Pompéia, onde permanecia internado na Unidade de Terapia Intensiva nesta tarde. Ele foi submetido a uma drenagem no tórax por conta de duas facadas.

Tudo o que sabemos sobre:
Assassinato

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.