Fornecedor de munição para o crime organizado é preso São Bernardo

Após três meses de investigação, Delegacia de Investigação Sobre Entorpecentes (Dise) apreendeu munições de calibre 12, 16, 22 e 30

O Estado de S. Paulo

23 de outubro de 2014 | 07h46

SÃO BERNARDO - A Delegacia de Investigação Sobre Entorpecente (Dise) de São Bernardo do Campo, no ABC paulista, prendeu em flagrante um homem apontado como um dos fornecedores de munição para o crime organizado na última terça-feira, 21.

Segundo a Polícia Civil, João Paulo Prestes da Paixão, de 27 anos, teria confessado a prática. Ele foi abordado pelos policiais no bairro Botujuru, em São Bernardo do Campo, e informou que as munições que seriam repassadas para os criminosos estava na sua casa. Lá, foram apreendidos 212 cartuchos de munições - de calibres 12, 16, 22 e 30 -, a maior parte de origem estrangeira.

As investigações duraram três meses até que Paixão fosse preso, diz a Polícia Civil. Ele foi indiciado por recepção, contrabando e porte ilegal de arma de fogo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.