Força Nacional pode investigar 31 mortes de moradores de rua em Alagoas

SEGURANÇA PÚBLICA

, O Estado de S.Paulo

05 de novembro de 2010 | 00h00

Policiais civis da Força Nacional de Segurança Pública que desembarcaram ontem em Maceió podem ajudar nas investigações sobre as 31 mortes de moradores de rua em Alagoas. Segundo o diretor-geral da Polícia Civil do Estado, delegado Marcílio Barenco, 45 homens vão trabalhar na investigação de cerca de 4 mil inquéritos instaurados até dezembro de 2007. "São casos de homicídio que até hoje não foram esclarecidos e que, agora, terão andamento, num trabalho integrado entre a Polícia Civil de Alagoas e policiais vindos de outros Estados."

Uma audiência pública foi realizada ontem na Câmara Municipal (foto) para discutir as mortes dos moradores de rua.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.