Fonte de renda da Fifa, logotipo oficial será lançado hoje

Em uma festa que contará com cantores e imagens sobre as belezas do País, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a Fifa dão início hoje à campanha da Copa do Mundo de 2014 no Brasil com a apresentação do logotipo oficial do evento. Mas o evento não é nem de longe apenas uma festa. Trata-se do lançamento da venda do emblema e de direitos comerciais que devem render aos cofres da Fifa US$ 1,6 bilhão (R$ 2,8 bi). Para a entidade, a comercialização da marca é um dos pilares de sua fortuna.

, O Estado de S.Paulo

08 de julho de 2010 | 00h00

Registrado na Suíça, por medida de proteção, o logotipo foi feito por um escritório brasileiro. A partir de agora, tanto a Fifa como o Comitê Organizador Local poderão negociar sua venda para empresas que queiram se associar à Copa no Brasil. Ao governo, nenhum centavo será dado.

Na África do Sul, centenas de produtos foram licenciados. Mas houve uma série de problemas com contrabando e uso irregular do símbolo da Copa. Pelo menos US$ 80 milhões (R$ 141 milhões) em itens que usavam de forma ilegal o logo foram apreendidos, muitos vindos da China.

De acordo com a projeção da Fifa, a Copa de 2014 deve ser a mais rentável da história. O Mundial a ser realizado no Brasil deverá render aos cofres da entidade US$ 3,8 bilhões (R$ 6,7 bi), US$ 600 milhões (R$ 1 bi) a mais que o deste ano. /J.C.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.