Rafael Arbex / Estadão
Rafael Arbex / Estadão

Foliões curtem forró no bloco 'Tô Rindo à Toa', em São Paulo

O grupo de forró Falamansa animou a tarde de sábado, 4, na Avenida Faria Lima

Fabiana Cambricoli, O Estado de S. Paulo

04 Março 2017 | 18h20

O forró foi o ritmo que embalou os paulistanos que curtiram o pós-carnaval na Avenida Faria Lima na tarde deste sábado, 4. Comandando pelo grupo Falamansa, o bloco do Tô Rindo à Toa levou milhares de foliões à zona oeste, a maioria jovens de 20 e poucos anos em busca de catuaba e paqueras.

Ao longo de todo o bloco, o grito mais comum era de 'beija, beija' para cada casal prestes a se formar (e se separar minutos depois).

No público estavam presentes tanto amantes do forró quanto jovens querendo esticar um pouco mais a celebração do carnaval.

"Não sou muito fã de forró, mas eu vim pela folia. Carnaval é muita alegria junta. Todo mundo fica amigo rapidinho", afirmou a auxiliar administrativa Leticia de Souza Santos, de 22 anos.

"Eu adoro forró e acho bom também diversificar um pouco os ritmos nos blocos que vou", diz a professora Fernanda dos Santos Conceição, de 22 anos, que, nos fins de semana anteriores, foi a blocos que tocavam samba, axé, funk e sertanejo.

Mas o grupo Falamansa também agradou aos que não eram fãs do forró. Incluíram no repertório hits de diferentes ritmos, desde Daniela Mercury até Charlie Brown Jr, passando ainda por mestres do gênero que representam, como Luiz Gonzaga.

Alguns foliões optaram por curtir a concentração do bloco próximo do Falamansa, ao lado do carro de som, e compraram um abadá por R$ 33. O 'esquenta' aconteceu das 11h às 14h. Cerca de 40 minutos depois, o desfile começou e o cordão de isolamento passou a proteger só o carro de som.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.