'FOI MUITA CORRERIA E GRITARIA'

O choque no trem da frente foi o fim de uma viagem que já se arrastava desde a Estação Artur Alvim, quatro paradas atrás. O técnico em telecomunicações Cleyton Vitor Lima, de 28 anos, diz que a composição levou cerca de 40 minutos entre seu embarque e a colisão sob o viaduto entre as Estações Penha e Carrão. "Normalmente, levaria 10 minutos."

/ W.C., O Estado de S.Paulo

17 de maio de 2012 | 07h44

Uma hora e meia depois, ele ainda estava assustado. "Tinha mulher grávida, idosos. Foi uma correria, uma gritaria muito grande." Em desespero, Lima não esperou por socorro e decidiu quebrar o vidro da janela para saltar nos trilhos. "Fui para a Estação Carrão. Estou tenso até agora", disse. Ele não se machucou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.