Fogo destrói boa parte da empresa Kärcher em Paulínia (SP)

Chamas teriam começado em galpão de empresa de logística instalada dentro da indústria e se propagou rapidamente; não houve feridos

Ricardo Valota, do estadão.com.br,

08 Outubro 2011 | 01h10

SÃO PAULO - Um incêndio atingiu e destruiu, na noite de sexta-feira, 7, boa parte dos cerca de 15.000 m² da Kärcher Brasil, empresa especializada em equipamentos de limpeza para ambientes domésticos e industriais, localizada na Avenida Professor Benedito Montenegro, no bairro Betel, em Paulínia, na região de Campinas, interior paulista.

 

As chamas começaram no setor de expedição da CRB, empresa de logística que mantém um prédio dentro da Kärcher. Há suspeita de que o fogo foi causado por um curto-circuito, mas somente o trabalho de perícia irá precisar a verdadeira causa. Eram 20 horas, quando os funcionários da indústria deixavam seus setores para jantar e foram alertados sobre o incêndio. Nove equipes dos bombeiros, caminhões-pipa e brigadistas de empresas vizinhas - como Rhodia, Galvani, Replan - e 12 agentes da Defesa Civil Municipal se empenharam nos trabalhos dentro de fora da empresa.

 

"O fogo se propagou muito rápido por causa do material inflamável. Alertamos os moradores que, caso o vento levasse a fumaça para dentro das casas, todas deveriam ser esvaziadas, mas não houve necessidade", disse Edilson Rodrigues, secretário de Defesa Civil de Paulínia. Segundo informações que chegaram ao secretário, praticamente todo o estoque de material de produção foi destruído pelo fogo. Ninguém ficou ferido. À 1 hora desta madrugada deste sábado, ainda havia alguns pequenos focos de incêndio.

 

"Duas equipes dos bombeiros permanecerão aqui durante toda a madrugada. Como há muito material retorcido, onde a água não penetra, há o risco das chamas voltarem", acrescentou Edilson.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.