Paulo Liebert/AE
Paulo Liebert/AE

Fogo destrói 320 barracos em favela na zona sul de SP

Incêndio atingiu nesta manhã a Real Parque, próxima à Marginal Pinheiros; cerca de 300 famílias moram na região

Julia Baptista e Priscila Trindade, estadão.com.br

24 de setembro de 2010 | 15h15

SÃO PAULO - A Prefeitura de São Paulo estima que pelo menos 320 barracos tenham sido destruídos no incêndio que atingiu a favela Real Parque, na zona sul da capital, na manhã de hoje. O incêndio, próximo à Marginal do Pinheiros, foi controlado no início da tarde.

 

Veja também:

mais imagens Confira galeria com imagens do incêndio

 

O fogo começou por volta das 10 horas em dois barracos e se alastrou rapidamente. A Eletropaulo informou que cortou o fornecimento de energia elétrica na Avenida Visconde Cunha às 11h05 a pedido do Corpo de Bombeiros, para evitar mais danos no local.

 

Três pessoas foram atendidas por unidades do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) após passar por uma crise nervosa. De acordo com a Subprefeitura do Butantã, cerca de 1.500 pessoas, o que corresponde a 300 famílias, moram na região atingida pelo incêndio.

 

A Defesa Civil disse que ainda não há informações sobre as causas do incêndio. Vinte e duas viaturas dos bombeiros e seis unidades do Samu foram enviadas ao local. De acordo com o capitão Miguel Jodas, porta-voz do Corpo de Bombeiros, os fortes ventos atrapalham o trabalho da corporação. As equipes se concentram no combate a um foco de incêndio que ainda persiste no local.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.