Fogo atinge favela e CET interdita avenida na zona sul de SP

Incêndio é controlado pelos bombeiros; CET fecha acessos à Avenida Jornalista Roberto Marinho

Solange Spigliatti, do estadao.com.br,

04 de setembro de 2007 | 10h07

Um incêndio atingiu a Favela do Jardim Edite, situada na esquina da Avenida Jornalista Roberto Marinho com a Avenida Luís Carlos Berrini, no Brooklin, na zona sul de São Paulo. De acordo com as primeiras informações, fornecidas pelo Centro de Operações do Corpo de Bombeiros (Cobom), o fogo destruiu pelo menos seis barracos, mas não havia informações sobre vítimas. Por causa do incêndio, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) interditou vários acessos à Avenida Jornalista Roberto Marinho. O fogo teve início às 9h30 e foi controlado por volta das 10h30. Nove guarnições seguiram para o local para o combate às chamas. Apesar da fumaça que persistia no local, os bombeiros conseguiram acabar com os focos de incêndio e deram início à operação de rescaldo.  Segundo a CET, a Avenida Jornalista Roberto Marinho foi totalmente interditada, junto à Rua Miguel Sutil. Outros trechos interditados estão próximo à Rua Ribeiro do Vale e ao Viaduto José Bonifácio Nogueira. Alguns acessos à avenida também foram interditados, como o acesso da Avenida Chucri Zaidan, no sentido centro, e os acessos das duas pistas da Marginal do Pinheiros. Os motoristas devem utilizar os desvios montados pela CET. Quem precisar seguir no sentido marginal, deve usar a Rua Miguel Sutil, a Avenida Morumbi e a partir do cruzamento com a Avenida Dr. Chucri Zaidan, seguir à esquerda ou à direita pela avenida, ou seguir em frente pela Ponte do Morumbi. A CET monitora o trânsito no local e recomenda que os motoristas evitem circular pela região. Texto ampliado às 10h47 para acréscimo de informações.

Tudo o que sabemos sobre:
incêndio em favela

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.