Flanelinha atropela e mata mulher no Rio

O flanelinha Iedo dos Anjos Cândido, de 57 anos, atropelou e matou a estudante Angélica Ramos da Silva, de 29, com um carro do qual tomava conta, na segunda-feira, no centro do Rio.

Talita Figueiredo, O Estado de S.Paulo

22 de julho de 2010 | 00h00

O dono do veículo, o advogado André Luis Valente, descobriu o crime quando viu o carro amassado e questionou o guardador. O advogado conta que costumava deixar as chaves com Cândido, na Praça General Molina.

O flanelinha já tem passagem por atropelamento e morte. Ele foi autuado por homicídio culposo, omissão de socorro e exercício ilegal da profissão e pode pegar até sete anos de prisão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.