''Fizeram uma armação contra meu pai'', diz filho

Filho de um dos envolvidos no escândalo de 1948, o diretor de futebol do Palmeiras, José Cyrillo Júnior, tinha 6 anos quando o pai foi alvo de investigação secreta na Câmara. "Eu ouvi falar, depois de mais velho, sobre essa montagem que os donos de cinemas fizeram com meu pai e com o Dr. Ottobrini", afirmou o diretor, que recebeu do "Estado" cópias das atas das sessões secretas.

, O Estado de S.Paulo

08 de agosto de 2010 | 00h00

Cyrillo Júnior cresceu no meio de políticos ilustres e lembra da luta do pai contra os comunistas. "O Jânio não saía de casa. Eles eram muito próximos", recorda o engenheiro civil, que deixou o DNA político para trabalhar com futebol.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.