Fittipaldi decidiu virar piloto em Interlagos

"O lugar mais importante de São Paulo, para mim, é Interlagos. Não podia ser diferente", conta o ex-piloto Emerson Fittipaldi. "Aqui ganhei duas vezes (em 1973 e 1974, pelo campeonato mundial de Fórmula 1). E vim tantas outras, e venho tanto, que não tem como não me sentir à vontade."

O Estado de S.Paulo

08 de junho de 2012 | 03h02

Mas o autódromo é importante para ele não só pelas duas vitórias ou por tantas vezes já ter ido lá. "Vou lhe contar: foi aqui que, aos 5 anos de idade, eu vi um carro passando e decidi que um dia me tornaria piloto", revela. Na época, quem o levou ao autódromo foi o pai. "Eu achei incrível e decidi que era isso que eu queria fazer da minha vida."

O ex-piloto não economiza elogios a São Paulo. "É uma cidade mundial, primeira do país em restaurantes e serviços", afirmou. / EDISON VEIGA

Autódromo José Carlos Pace (Interlagos): aberto em 1940 e sede da Fórmula 1 desde 1972

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.